Índice de Competitividade Turística dos Destinos Indutores

CLIENTE
FGV
PERÍODO DE EXECUÇÃO
2013 a 2015

Contextualização

Os destinos indutores são 65 municípios que teriam o papel de induzir o desenvolvimento turístico nas suas regiões, selecionados pelo Ministério do Turismo. A proposta do MTur era desenvolver a oferta turística do país com direcionamento maior dos investimentos, priorizando assim tais destinos.

Com o intuito de realizar um diagnóstico detalhado da realidade dos destinos, o MTur, em parceria com a Fundação Getulio Vargas e o SEBRAE Nacional, criou uma metodologia para medir a competitividade turística de cada um, o chamado índice de competitividade turística nacional.

A aplicação do estudo era realizada anualmente, com o objetivo de identificar os pontos de melhoria ou retrocesso dos destinos, orientando assim os pontos que necessitam de intervenção e investimento. Assim, o estudo foi realizado anualmente de 2008 a 2015 – com exceção de 2012.

A consultora Isabela Sette integrou o time de pesquisadores da FGV, realizando o estudo em diversos destinos em todas as regiões do país.

 

Ações realizadas

  • Aplicação do índice de competitividade turística nos destinos indutores;
  • Apoio na adequação e atualização da metodologia do estudo;
  • Elaboração dos relatórios analíticos.

Publicações

Índice de Competitividade do Turismo Nacional

Relatório Brasil 2015

Publicado em parceria com o SEBRAE e Fundação Getulio Vargas

VEJA O ARQUIVO

Galeria de imagens

CLIENTE
FGV
PERÍODO DE EXECUÇÃO
2013 a 2015

Localização

Veja como podemos ajudar a estruturar o turismo ou tornar seu destino mais competitivo